Skip to content

O Círculo

Empowering Communities

Category Archives: Festival

O FESTAFIFE – MARIONETAS SEM FRONTEIRAS – Festival Internacional de Marionetas e Cinema de Animação, é resultante da vontade de duas associações – a AO NORTE – Associação de Produção e Animação Audiovisual e o Grupo de Teatro – Marionetas, Actores & Objectos, de criar um espaço para a divulgação e confrontação das áreas do cinema de animação e teatro de marionetas, e fora do contexto geográfico habitual da programação destas actividades. Pretende-se também desta forma, reactivar o núcleo artístico-cultural em torno da figura do Casino Afifense e assim contribuir para uma concreta descentralização das actividades culturais da região.  O FESTAFIFE terá lugar de 01 a 08 de Dezembro, no Casino Afifense, em Afife, Viana do Castelo.

Em regime de itinerância este projecto contempla o FESTAFIFE ANDANTE, que visitará os concelhos de Caminha e Paredes de Coura. 

Da programação do cinema de animação propomos uma retrospectiva do cinema de animação russo, um percurso turbulento e mágico, desde o cinema mudo até aos nossos dias. Na sessão de abertura será apresentado o imperdível Among the Thorns, uma produção Sueca sobre a tolerância, feito com uma técnica muito peculiar em que todas as personagens são primeiro criadas como marionetas e a seguir fotografadas a 360º. A estória remete-nos para acampamento de Verão dedicado à música. One Night in the City, da República Checa, é uma longa-metragem de terror em animação de ‘stop-motion’, com a técnica de animação de marionetas, que demorou 10 anos a concluir. O filme húngaro The District! é uma das mais premiadas e invulgares longas-metragens europeias da actualidade, e está longe das habituais efabulações das longas de animação, assumindo-se como um retrato dos sérios conflitos sociais dos grupos de jovens dos guetos urbanos. Recorre à técnica da fotografia, recortes, computador 2D e 3D. O filme De Profundis do realizar e autor de banda desenhada galego Miguelanxo Prado será uma fantástica surpresa que representa o primeiro filme de animação que tem por base a pintura a óleo. Trata-se, segundo o realizador, de uma homenagem ao mar como fonte de vida.

A programação do teatro de marionetas apresenta uma festa aberta para as todas paisagens e todas tendências e reflexões à volta de “bonecos”, e das suas influências  em outras áreas artísticas. E coloca um desafio: Ainda és capaz de despertar a criança que está dentro de ti?  Para provocar convidamos “titiriteiros” da vizinha Galiza,  um teatro de sombras – uma tradição longínqua “Karagöz” da Turquia, o “mítico”  Sergei Obratzsov – Teatro Estatal de Moscovo, e as participações nacionais Mandragora de Gondomar e Al-Masrah de Tavira. O grupo Marionetas, Actores e Objectos apresentará a sua última produção “Falta Aqui Qualquer Coisa”.

Para a sessão de encerramento propomos um espectáculo único: uma produção exclusiva para a festa de encerramento:” 0.07  Maravilhas de Viana”.

Acreditamos na contaminação resultante da convivência das propostas nas duas áreas, e na provocação de experimentar novas formas de olhar, construir e narrar histórias.

Concordamos com o facto da necessidade de criar estímulos visuais alternativos e formas não padronizadas de apresentar narrativas, principalmente no público escolar, que dispõe um de elevado grau de habituação a espectáculos visuais comerciais, à abundante produção televisiva e abusiva utilização da internet.  

Concordamos estar a contribuir também para uma diversificação da oferta cultural, numa região que tem dificuldade em reconhecer que tem enraizada uma tradição popular de marionetas – os Gigantones e Cabeçudos

Por acharmos que é um projecto sólido e com propostas imperdíveis, atrevemo-nos a convidá-lo a visitar o Casino Afifense, em Afife, Viana do Castelo, de 01 a 08 de Dezembro para ver Marionetas e Cinema de Animação Sem Fronteiras.

A Direcção Artística do FESTAFIFE

+ informações: http://www.festafife.com


FESTAFIFE – Marionetas sem Fronteiras
Festival Internacional de Marionetas e Cinema de Animação

 

Edificio Palácio, 3º
Sala 308
4900-495 Viana do Castelo
Portugal

 

Fax: +351 258 821 619
Telem.: +351 963 676 174 (Teatro)
Telem.: +351 962 834 852 (Cinema de Animação)
e-mail:
festafife@gmail.com
http://www.festafife.com

Advertisements

A Escola Artística e Profissional Árvore, no Porto, acolhe entre 04 e 07 de Dezembro a sexta edição do Mercado Negro – Feira do Livro Alternativo, onde mais uma vez será permitido «roubar» livros.

Raul Simões Pinto, co-organizador desta feira bienal, disse à agência Lusa que, à semelhança das edições anteriores, haverá uma «zona de roubo», uma caixa de onde «será possível roubar um livro numa compra igual ou superior a 30 euros».

O valor fixado para este ano reforça o «incentivo ao roubo» de livros, dado que em 2005 só poderiam «deitar mão» à caixa os visitantes que fizessem compras superiores a 35 euros.

O VI Mercado Negro vai ter à venda centenas de títulos de literatura «vadia», marginal e alternativa, na generalidade de edições muito pequenas e sem acesso ao circuito comercial normal.

A feira assume-se já como ponto de encontro do que Raul Simões Pinto, autor dos livros «Putas à Moda do Porto» e «As Tascas do Porto», classifica como «a família marginal».

O Mercado Negro é organizado pela Escola Árvore, pelas editoras independentes Edições Mortas, Estratégias Criativas, Black Sun, Vendaval, Canto Escuro, Corpos e Chili Com Carne, e pelas revistas Águas Furtadas, Intervalo, Boca de Inferno, Nada, Húmus, Big Ode e Coice de Mula, entre outras.

Fonte: PD

Os bonecos animados para a tela de cinema voltaram a Espinho. Os amantes da sétima arte contam a partir de hoje e até domingo, dia 11 de Novembro, com a 31ª edição do Cinanima (Festival Internacional de Cinema de Animação). Este ano há dois filmes portugueses entre a lista dos 63 candidatos aos prémios da competição internacional: “Cândido”, de Zepe, e “Cães Marinheiros” de Joana Toste. No total, são 95 filmes a concurso de 56 países.

António Gaio, director do festival desde 1981, garantiu que “o Cinanima continua jovem e é uma oportunidade única para os mais novos contactarem com outros profissionais do cinema de animação e de divulgarem os seus trabalhos”.

A certame deste ano contará com a tradicional secção Panorama, onde serão mostrados filmes internacionais não seleccionados.

António Gaio destacou uma mostra feita a duas mãos pela Galiza e Portugal, onde se inclui um filme baseado na história para crianças de José Saramago, intitulada “A árvore mais grande do mundo”, que conta com uma animação da caricatura do escritor português.

Os japoneses e os suíços estarão também no centro do programa, pela qualidade das escolas de animação de ambos: o centro de imagem animada e audiovisual japonês Open Art e escola suíça HGK Lucerne Animation Scholl.

Homenagem a Álvaro Patrício
Nesta 31ª edição o criador Álvaro Patrício será homenageado “na qualidade de veterano por se ter destacado no campo da animação, em especial no trabalho que desenvolveu na RTP”, como explicou o director do Cinanima. Nesse sentido, foi hoje inaugurada uma exposição retrospectiva da carreira de Patrício.

Tal como nos outros anos, a animação portuguesa concentra-se no Prémio António Gaio (sábado às 16h00) e Prémio Jovem Cineasta (quinta-feira às 18h00), aos quais concorreram, respectivamente, 12 e nove filmes.

Os júris que vão decidir os prémios nestas secções são formados pelos realizadores Ferran Gallart (Espanha) e Armando Servais Trigo (Portugal), pelo produtor António Costa Valente (Prémio António Gaio), pelos cineastas e animadores Pedro Brito e Afonso Cruz e pela assistente de produção Júlia Rocha (Prémio Jovem Cineasta).

Os realizadores Regina Pessoa, Ferenc Rofusz (Hungria) e Vera Neubauer (Reino Unido), o professor Otto Alder (Alemanha) e o jornalista e poeta Manuel António Pina decidirão os prémios da competição internacional, enquanto os cineastas José Fonseca e Costa, Nuno Amorim e o espanhol Óscar de Santillana (director da Ars Animación) escolherão as melhores longas-metragens, este ano representadas em Espinho por cinco produções, uma quantidade pouco usual no festival: “El Arca”, de Juan Pablo Buscarini (Argentina); “Le Tueur de Montmartre”, de Borislav Sajtinac (França); “Prince Vladimir”, de Yuri Kulakov (Rússia); “De Profundis”, de Miguelanxo Prado (Espanha); e “One Night in one City”, de Jan Balej (República Checa).

O Cinanima deste ano mostra ainda uma selecção de trabalhos do nova-iorquino John R. Dilworth (n. 1963), o autor do divertido “The Chicken from Outer Space” (1995), um filme que retoma a tradição da animação e do “cartoon” clássicos.

Para além da secção competitiva internacional, o festival contempla ainda uma série de actividades que vão desde a organização de “workshops”, debates, exposições, passeios turísticos, sessões especiais e retrospectivas.

Fonte: Público

O escritor José Saramago vai ser um dos convidados de honra da sexta edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora (FIKE), onde este ano estará em competição 101 filmes entre 16 e 24 de Novembro.

O director do festival, João Paulo Macedo, informou que, “após uma pausa estratégica” de um ano, o certame dedicado à curta-metragem regressa com mais filmes em competição, escolhidos entre 2165 obras candidatas, provenientes de 74 países. “As grandes novidades desta edição são o programa paralelo de workshops e ‘master classes’ sobre realização”, salientou o responsável, acrescentando que se mantém “uma forte ligação às artes do espectáculo e à fotografia”.

O Nobel da Literatura estará presente, a 20 de Novembro, no auditório da Universidade de Évora, na exibição do filme “Jangada de Pedra – Viagem ao nosso passado mais remoto”, baseado na obra homónima do autor e realizado por Rietske van Raay. Também estarão presentes nessa sessão o músico catalão Jordi Savall e o escritor libanês Amin Maalouf, que receberá no mesmo dia o doutoramento honoris causa pela universidade da cidade.

Um total de 101 filmes dos cinco continentes ficou apurado na selecção oficial, paralelamente à qual o FIKE apresentará uma retrospectiva da obra da produtora Rosi Burguette, workshops, “master classes”, instalações de fotografia e espectáculos musicais, nomeadamente um concerto de The Legendary Tiger Man, na abertura do certame.

O FIKE irá ainda homenagear o realizador iraniano Kamran Shirdel exibindo seis dos seus filmes e o fotógrafo italiano Leonardo Autera – que trabalhou com o célebre fotógrafo Helmut Newton – cuja obra será alvo de uma retrospectiva completa.

“Apesar da falta de apoio crónica, o festival realiza-se este ano com mais ambição porque a afluência de público tem sido muito significativa em todas as edições”, salientou, defendendo a continuidade deste tipo de eventos fora dos grandes centros urbanos do litoral do país, de forma a “contrariar a tendência da centralização”.

“O festival é um importante pólo cultural que atrai turismo e contribui para o desenvolvimento local”, sustentou ainda.

Com um orçamento de 70 mil euros, o FIKE 2007 conta com o apoio da Câmara Municipal de Évora, do Instituto do Cinema e Audiovisual e de patrocínios de empresas locais.

Fonte: Público

Setenta e quatro filmes de autores de 25 países, entre curtas-metragens, animações para telemóveis ou feitas com recurso a jogos electrónicos, competem no quarto Festival de Cinema de Animação Digital (Animatu), que começa quarta-feira em Beja.

O evento, organizado pela Associação Zootrópio em parceria com a Câmara de Beja, decorre até domingo em quatro espaços da cidade para «deliciar» os adeptos da «fantasia digital», com sessões competitivas, projecções de filmes para escolas, oficinas de formação, conversas e exposições.

«Pretendemos mostrar, premiar e estimular a produção de cinema de animação digital e atrair novos públicos para este género, combatendo a ideia de que é só para crianças», explicou hoje à agência Lusa Marco Taylor, o director do Animatu, que se assume como «alternativa» aos festivais de cinema de animação em Portugal.

«Alternativa porque não se limita ao cinema e explora outras modalidades emergentes no mundo da animação digital, como animações para telemóveis ou feitas com recurso a jogos de computador (machinima)», frisou.

Os filmes em competição, que serão exibidos até sábado em seis sessões no Teatro Municipal Pax Julia, dividem-se em curtas-metragens de 2D e 3D, animações para telemóveis, machinima e animações feitas por alunos de escolas portuguesas, dos ensinos secundário e universitário.

As escolhas dos júris nacional e internacional deste ano serão anunciadas sábado, às 22:00, no Pax Julia, numa cerimónia que servirá também para entregar os prémios aos vencedores da edição do ano passado.

O júri internacional atribui o Grande Prémio ao melhor de todos os filmes em competição e distingue o Melhor Filme Português e as melhores curtas-metragens de 2D e 3D, animações para telemóveis e machinima.

O júri nacional premeia as produções das escolhas portuguesas, atribuindo o Grande Prémio Jovem IPJ, o Prémio RTP2 – Onda Curta e os primeiro e segundo prémios nas categorias digital e geral.

Além das secções competitivas e de quatro sessões para escolas do ensino básico e especial, o festival estreia, sexta-feira, às 21:00, no Pax Julia, o documentário «O Pesadelo», da realizadora portuguesa Jeanete de Novais Rocha.

O documentário, explicou Marco Taylor, conta «estórias interessantes» sobre o primeiro filme de animação português «O Pesadelo de António Maria» (1923), da autoria do caricaturista e desenhador Joaquim Guerreiro.

O filme animado, que abria a revista «Tiro ao Alvo» em exibição naquele ano no Éden Teatro em Lisboa, esteve muitos anos dado como desaparecido, até que foi encontrado e exibido na edição de 2001 do Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho.

A primeira longa-metragem do cinema de animação português, «To the Top of the World» (2007), realizada por António C. Valente, Carlos Silva e Vítor Lopes, também vai ter honras de exibição, domingo, às 15:00.

Além da projecção, o Animatu revela ainda os passos da produção, personagens, objectos, ambientes e partes do «storyboard» do filme, numa exposição patente na Pousada de São Francisco.

A Galeria do Desassossego acolhe uma exposição sobre a produção do videoclip animado da música «Luna» dos portugueses Moonspell e o Pax Julia mostra o processo de criação da série de animação para televisão «Eu quero ser…», uma «viagem» pelo mundo das profissões visto pelo olhar de várias crianças.

O Animatu oferece também cinco oficinas de formação, que vão decorrer na Casa da Cultura, além de sete conversas com especialistas em cinema de animação, na Sala Estúdio do Pax Julia.

A produção num grande estúdio de animação, pelo norte-americano Stephen Gregory, animador dos Estúdios de Animação Pixar, ou a evolução do cinema de animação em Portugal, pelo realizador português Abi Feijó, são alguns dos temas em debate.

Mais informações em http://www.festivalanimatu.com 

Diário Digital / Lusa

Estes 7 anos já ninguém nos tira!

-Estamos abertos a receber videos curtas-metragens ou qualquer outro material auto-produzido, para uma pequena mostra a decorrer.

-Algumas das actividades, ao ar-livre, estão dependentes do microclima setubalense, no entanto, se houver vontade de andarmos à chuva…

Casa Okupada de Setúbal Autogestionada
6ª-FEIRA, dia 12

às 16h

Apresentação do jornal MOTIM

Conversa informativa sobre ANTÓNIO FERREIRA

Debate sobre Solidariedade Revolucionária

Tasca Bela Vida (sem criados nem servidos; sem cozinheiros nem convidados; E SEM DINHEIRO; O que há em cima da mesa é o que todos trouxermos)

Projecções de FILMES autoproduzidos
(se tiveres curtas que queiras mostrar, envia-nos: cosanossa@gmail.com)

SÁBADO, dia 13

11h- Passeio pela memória histórica ANARQUISTA de Setúbal com Pic-nic
(Traz comida ou traz 1 êrico)

15h- workshop de Fechaduras

17h- Conversa sobre Anarquistas e os MEDIA

21h- Emir & Tabu
Marionetas

Jantar de Aniversário

Concerto acústico com Mário Trovador & Bailarico com GiJeis

DOMINGO, dia 14

14h- passeio pela ARRÁBIDA com identificação de plantas

17h- conversa sobre TGV e outros PIN (Projectos de Interesse Nacional)

72 horas de rádio a bombar!

Aqui há gato; deixa os cães em casa

info e distribuidoras

Se quiseres dormir por cá, traz tenda e saco-cama

Casa Okupada de Setúbal Autogestionada

R. Latino Coelho, nº2
Bairro Salgado
SETÚBAL

O 18º Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora (FIBDA) – a maior Festa da BD em Portugal – realiza-se entre os dias 19 de Outubro e 4 de Novembro.

O Fórum Luís de Camões, na Freguesia da Brandoa, volta a ser o local de instalação do núcleo central. Aqui, os visitantes têm a oportunidade de apreciar inúmeras exposições de autores nacionais e estrangeiros, contactar com os autores nas concorridas sessões de autógrafos, conhecer as novidades editoriais e, claro, adquirir livros de banda desenhada, assistir a sessões de cinema de animação, espectáculos de música e debates com os autores e, sobretudo, entrar no “mundo dos quadradinhos”. O núcleo central terá, igualmente, espaços dedicados aos mais novos com atelier para desenhos e pinturas e exposição.

Além deste espaço, o FIBDA descentraliza exposições por outros locais: Centro Nacional de BD e Imagem, Casa Roque Gameiro, Recreios da Amadora e Galeria Municipal Artur Bual.

Quanto ao preço dos bilhetes de acesso ao núcleo central, o valor não sofreu alterações em relação às duas edições passadas: 3 euros para maiores de 12 anos.
No entanto, há diversos descontos: residentes na Amadora, grupo de funcionários (mínimo de 3) de empresas da Amadora, estudantes, detentores de cartão jovem, pensionistas e maiores de 65 anos pagam 2 euros.
Em relação aos outros espaços, a entrada é gratuita.

Ao longo dos cerca de 15 dias, a Amadora é o palco deste evento, visitado, anualmente, por milhares de amantes e não só de banda desenhada.
Aguarde por mais informações, nomeadamente, sobre as exposições e autores presentes no FIBDA’07.

As informações gerais sobre o 18º FIBDA podem ser vistas aqui.

Para saber onde fica localizado o Forum Luís de Camões (núcleo central do FIBDA) e os restantes espaços que acolhem exposições, clique aqui.

Aos editores e livreiros que queiram participar na área comercial, deixamos aqui a ficha de inscrição e as normas regulamentares.

%d bloggers like this: