Skip to content

O Círculo

Empowering Communities

A sonda japonesa Kaguya lançou, com sucesso, o seu segundo mini-satélite. Este, baptizado de VRAD, já começou a desempenhar a sua principal função, observar a Lua desde uma órbita próxima, segundo anunciou a Agência de Exploração Espacial nipónica Jaxa.

O primeiro satélite foi lançado no passado dia 9 de Outubro, uma operação delicada e que implicou mecanismos complexos por parte dos investigadores japoneses.

Kaguya, nome de uma princesa de um conto tradicional japonês, permitirá desenhar uma cartografia mais precisa da superfície lunar e das suas camadas inferiores.

Rstar, nome do primeiro satélite e cujo apelido, Okina, foi tirado do mesmo conto, servirá para transmitir os dados recolhidos à Terra. A sonda mãe manter-se-á na Lua. Vrad, também conhecido como Ouna, permitirá medir o campo de gravidade da Lua, em associação com o seu gémeo.

A observação começará verdadeiramente em Dezembro, quando todos os dispositivos tiverem ocupado os seus lugares finais e os testes técnicos tiverem termidado.

Esta missão é apresentada como a mais ambiciosa, dentro dos projectos lunares, depois dos programas americanos Apollo, nos anos de 1960 e 1970.

Fonte: Público

Advertisements

%d bloggers like this: