Skip to content

O Círculo

Empowering Communities

Cientistas australianos determinaram a totalidade do percurso da corrente submarina que liga os oceanos Atlântico, Índico e Pacífico Sul.

Esta corrente movimenta-se entre os 800 e os mil metros de profundidade, começando no Norte da Nova Zelândia, deslocando-se para a costa oriental da Austrália, contorna a ilha pelo sul, percorrendo metade da sua costa ocidental antes de se dividir em dois braços, um apontado a África, o outro ao Atlântico Sul.

Identificados certos segmentos do seu percurso, a existência da corrente era postulada em modelos, mas até agora fora impossível detectar alguns dos troços a que os investigadores chamavam ontem o “elo perdido” na ligação entre os oceanos do Hemisfério Sul. A importância da supercorrente reside no facto de funcionar como estabilizador da temperatura mundial ao transferir calor das águas dos trópicos para as das regiões polares. Opera ainda como distribuidor de nutrientes do fundo dos oceanos para as plataformas continentais.

A descoberta pertenceu a uma equipa da mais importante instituição de investigação australiana, o Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, e os resultados foram divulgados no mais recente número da Geophysical Research Letters.

Fonte: DN

Advertisements

%d bloggers like this: