Skip to content

O Círculo

Empowering Communities

A longa missão do robô Opportunity em solo marciano vai conhecer uma etapa decisiva na próxima semana. A equipa de operações da missão vai programar uma visita à cratera Vitória, um lugar de onde muito provavelmente o robô não conseguirá sair. Mesmo assim, os investigadores dizem que vale a pena arriscar.

Segundo a equipa do Laboratório de Propulsão a Jacto, a cratera pode ter pistas importantes para que um dia se encontre a resposta sobre Marte que todos querem alcançar: é possível haver vida no Planeta Vermelho? O Opportunity, que já explorou as imediações da cratera e a constituição geológica do terreno circundante, terá agora de investigar se dentro da cratera existem provas de ambientes húmidos, ou seja, de existência de água.

Trata-se de uma cratera seis vezes maior do que a Endurance, explorada durante meses pelo Opportunity, que enviou milhares de imagens da superfície de Marte.

“Apesar de se correr um sério risco de o Opportunity não regressar desta missão, é um risco que vale a pena correr, e temos de nos lembrar sempre que a sua missão já superou todas as expectativas”, lembra Alen Stern, administrador adjunto da NASA.

O Opportunity e o seu gémeo Spirit (ambos robôs de superfície) estão em missão em Marte desde Janeiro de 2004 e estavam programados para uma missão de 90 dias, que já se prolonga por mais de três anos. Continuam operacionais e a surpreender com as suas investigações no terreno.

Fonte: Público

Advertisements

%d bloggers like this: