Skip to content

O Círculo

Empowering Communities

Cientistas britânicos estão a desenvolver um tratamento para curar a cegueira comum com células estaminais. Os primeiros pacientes poderão começar a ser curados dentro de cinco anos.

Este projecto pioneiro pretende recuperar retinas lesionadas com células derivadas das células estaminais embrionárias. O tratamento não é complexo – uma pequena cirurgia, que os médicos esperam tornar-se tão rotineira quanto uma operação às cataratas.

Os especialistas envolvidos no projecto acreditam que a técnica possa desenvolver a visão à grande maioria dos pacientes que sofrem de degeneração macular relacionada com a idade.

A maleita afecta cerca de 14 milhões de idosos na Europa e é causada por problemas nas células epiteliais pigmentares da retina, que formam um tapete de sustenção sob os cones e bastonetes sensíveis à luz.

O novo processo de tratamento vai proporcionar a substituição das células epiteliais pigmentares por células estaminais, que serão injectadas pelos cirurgiões dentro o olho, em enxerto de 4 a 6 milímetros.

O projecto, que envolve cientistas da Universidade de Londres, de Sheffield e do hospital oftalmológico de Moorfields, foi viabilizado por uma doação anómima de 8 milhões de dólares de um americano, que terá ficado desiludido com as limitações às pesquisas com células estaminais nos Estados Unidos.

Os cirurgiões do Moorfields já devolveram a visão a alguns pacientes, usando células retiradas dos próprios olhos dos doentes, que foram transferidas para outros locais. Esse processo, no entanto, é complicado, e só um pequeno número de células podem ser transferidas.

Ao injetar células epiteliais pigmentares derivadas de células estaminais nos olhos dos pacientes, o dr. Lyndon da Cruz, de Moorfields, espera que a cirurgia seja reduzida a um procedimento de 45 minutos, sob anestesia local. «Se não for rotina daqui a dez anos, quer dizer que não fomos bem-sucedidos. Tem de ser uma coisa disponível para um grande número de pessoa», declarou o cientista.

Fonte: Sol

Advertisements

%d bloggers like this: