Skip to content

O Círculo

Empowering Communities


Das maçãs às zebras, todas as 1,8 milhões de espécies conhecidas de animais e de plantas serão listadas na “Enciclopédia da Vida”, na Internet, no âmbito de um projecto de cem milhões de dólares (73,6 milhões de euros) lançado hoje.

O projecto, que durará dez anos, pode ajudar todas as pessoas, desde as crianças com trabalhos de casa de biologia a governos que pretendam proteger espécies ameaçadas.

“A Enciclopédia da Vida pretende criar uma entrada para cada espécie conhecida”, explicou James Edwards, director-executivo do projecto. “Neste momento falamos de 1,8 milhões”. As espécies que forem sendo identificadas serão acrescentadas ao projecto.

Estará disponível informação em texto (inicialmente apenas em inglês), fotografias, mapas e vídeos.

A enciclopédia, gerida por uma equipa de entre 25 e 35 pessoas, vai partir de bases de dados já existentes para mamíferos, peixes, aves, anfíbios e plantas.

O projecto será coordenado pelo U.S. Field Museum, Universidade de Harvard, Marine Biological Laboratory, Missouri Botanical Garden, Smithsonian Institution e pela Biodiversity Heritage Library, um grupo que inclui o Museu de História Natural de Londres, o Jardim Botânico de Nova Iorque e o Jardim Botânico Real em Kew, Inglaterra.

Este ano comemora-se o 300º aniversário do nascimento do sueco Carl Linnaeus, cujo trabalho marcou a forma como as espécies são classificadas.

Fonte: Público

Advertisements

%d bloggers like this: