Skip to content

O Círculo

Empowering Communities

O presidente da Cinemateca Portuguesa sublinhou, ontem que o projecto da Cinemateca Júnior tem como objectivo “aproximar os jovens do cinema, dando a conhecer a história das imagens em movimento”.

João Bénard da Costa falava no final da assinatura de um protocolo com a Direcção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC), tutelada pelo Ministério da Educação, que dará entradas gratuitas na Cinemateca Júnior a dois mil alunos desde o ensino pré-escolar ao terceiro ciclo do Ensino Básico.

O projecto da Cinemateca Júnior – que deverá abrir no próximo dia 20, no Palácio Foz, em Lisboa – contempla um roteiro de acções na área do pré-cinema e cinema, nomeadamente, com workshops e actividades para as escolas.

“É fundamental que os jovens, que estão cada vez mais distantes do cinema, conheçam a história desta arte que ainda tem muito futuro”, defendeu o presidente da Cinemateca, salientando a importância do projecto como “uma das vertentes fundamentais” da entidade.

Por seu turno, o director-geral do Desenvolvimento Curricular, Luís Capucha, referiu que “a escola tem não apenas uma acção formativa, de desenvolvimento de competências para a vida, mas também de educação para a sensibilidade e para a imaginação”.

De acordo com o protocolo, a DGIDC vai apoiar o projecto com um financiamento de 2,50 euros (acrescido de IVA) por cada aluno participante, no máximo de dois mil alunos por ano.

Por seu turno, a Cinemateca Júnior irá disponibilizar materiais didácticos e suportes para desenvolver as actividades, realizar debates com alunos e professores no final de cada sessão de cinema, com o objectivo de facilitar a compreensão das obras e explorar o seu conteúdo.

As actividades para as escolas serão desenvolvidas entre Abril e Julho, o período experimental de funcionamento da Cinemateca Júnior, que reabrirá em pleno em Setembro.

No dia da inauguração, a Cinemateca Júnior terá uma exposição permanente interactiva intitulada “Mágicas Visões em Movimento” com réplicas do período pré-cinema, como lanternas mágicas e sombras chinesas.

Fonte: JN

Advertisements

%d bloggers like this: