Skip to content

O Círculo

Empowering Communities


O Presidente da República Cavaco Silva disse hoje que “os portugueses têm de melhorar a sua eficiência energética e produzir de forma diferente”.

A mensagem foi deixada por Cavaco Silva no balanço do dia, que dedicou às “tecnologias limpas” nas segundas jornadas do Roteiro da Ciência.

O Presidente da República, em declarações aos jornalistas, quis sublinhar a conclusão de que “está a nascer em Portugal um sector industrial ligado à energia eólica que pode ter grande importância”, com capacidade de potenciar riqueza e emprego.

“Só em Viana do Castelo contactámos cinco fábricas de geradores e em Oliveira de Frades estivemos numa empresa de produção de torres para o mercado nacional e de Espanha, que aumenta o número de empregados ao ritmo de dois por dia. Gostaria que muitas empresas pudessem fazer o mesmo”.

Outro aspecto que Cavaco Silva acentuou na sua visita foi o da ligação entre as universidades, as empresas para a inovação e o desenvolvimento tecnológico.

Na Universidade de Aveiro, que o Presidente da República classificou como uma universidade já “com tradição nos domínios da energia, do ambiente, do desenvolvimento sustentável e da ligação a empresas de tecnologias avançadas”, inteirou-se de vários projectos em desenvolvimento.

Em foco estiveram áreas como a energia, o ambiente e a saúde, nomeadamente um projecto de previsão meteorológica, ao serviço da qualidade do ar e do potencial eólico, a conversão energética de biomassa, aproveitamento da energia solar e das ondas e a produção de electricidade a partir de hidrogénio.

Cavaco Silva presidiu ainda à cerimónia da assinatura de um protocolo de cooperação entre a Universidade de Aveiro e a Galp Energia, ao abrigo do qual 30 grandes clientes da GALP vão receber investigadores universitários, com a responsabilidade de fazerem auditorias energéticas e produzirem recomendações para uma maior eficiência.

Fonte: Público.pt

Advertisements

%d bloggers like this: