Skip to content

O Círculo

Empowering Communities


A Microsoft rejeitou hoje a acusação da Comissão Europeia de que a empresa mantém práticas de concorrência desleal e considerou as suas exigências “pouco razoáveis”.

A Comissão Europeia acusa a Microsoft de não ter divulgado informações actuais e a preço razoável sobre o sistema operativo Windows.

No entanto, segundo o responsável pelo departamento jurídico da Microsoft, Brad Smith, os “preços propostos pela empresa são cerca de 30 por cento mais baixos do que os praticados no mercado para tecnologias comparáveis”.

“Acreditamos que temos sido justos nos preços que pedimos por esta informação”, afirmou Brad Smith.

Smith lamentou o facto de a Comissão Europeia ter “respondido com uma ameaça” ao pedido de avaliação feito pela Microsoft há seis meses.

O responsável acrescentou que os pontos referidos pela Comissão Europeia parecem ser “uma tentativa de regular os preços dos nossos direitos de propriedade intelectual”, algo que estará para além da jurisdição da Comissão Europeia.

A Microsoft tem quatro semanas para responder às objecções do executivo comunitário, prazo a partir do qual terá de pagar uma coima de três milhões de euros.

Advertisements

%d bloggers like this: