Skip to content

O Círculo

Empowering Communities


Um derrame de combustível, de causas ainda desconhecidas, está a poluir a marina de Leixões, em Matosinhos, noticiou hoje a TSF. A Galp já recusou responsabilidades.

De acordo com a estação de rádio, o derrame já afectou um quarto da área da marina.

No local já estão a ser desenvolvidos esforços para conter e recolher a poluição, através de barreiras absorventes.

Artur Santos Gomes, director de Operações e Segurança da Administração dos Portos do Douro e Leixões, disse à Lusa que a hipótese mais plausível está relacionada com o derrame para a água de produtos que ainda permaneciam nos paredões desde o incêndio que afectou a marina, em Julho de 2004, quando ali ocorreu um acidente durante uma trasfega de combustível entre dois pipelines da refinaria.

No dia 8 deste mês, efluentes não tratados da refinaria da Petrogal, em Leça da Palmeira, escaparam dos reservatórios devido às fortes chuvas, acabando por poluir a praia do Aterro. Na altura, a Petrogal informou que estava a construir novas bacias de retenção para quadruplicar a capacidade de retenção de efluentes.

Advertisements

%d bloggers like this: