Skip to content

O Círculo

Empowering Communities


Comer grandes quantidades de hidratos de carbono pode não estar tão ligado ao risco de contracção do cancro do cólon, de acordo com um estudo da revista “American Journal of Epidemiology”.

A ciência tinha traçado uma relação entre a transformação, no nosso organismo, dos açucares e hidratos de carbono com o aparecimento de casos de cancro no cólon, com base em observações de indivíduos cuja dieta era rica nestes elementos. Mas a equipa de Susanna Larsson, do Instituto Karolinska, em Estocolmo, na Suécia, vem agora dizer que essa relação é mais ténue do que se pensava até hoje.

Entre 1987 e 1990, a equipa analisou a dieta de 61433 mulheres incluídas num outro estudo sobre mamografia, feito na Suécia, e questionou-as sobre qual a quantidade de hidratos de carbono que ingeriam.

Os resultados do questionário — que incluía perguntas sobre 67 alimentos e a frequência com que eram ingeridos — foram depois cruzados com os registos nacionais e regionais sobre cancro na Suécia. Entre as mulheres do estudo, acompanhadas ao longo de 15 anos, foram diagnosticados 870 casos de cancro do cólon.

O que os investigadores concluíram é que não se pode estabelecer uma relação firme entre a ingestão de hidratos de carbono e o cancro do cólon.

Advertisements

%d bloggers like this: