Skip to content

O Círculo

Empowering Communities


A Câmara Municipal de Lisboa (CML) informou hoje que vai entregar a programação da Feira do Livro às duas associações de editores e livreiros e promover uma outra iniciativa, intitulada Lisboa Cidade dos Livros, para estimular a leitura.

“Não há nenhuma desresponsabilização da Câmara em relação à feira”, afirmou o vereador da Cultura, José Amaral Lopes, explicando que esta autonomia era desejada pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) e pela União de Editores Portugueses (UEP).

A Lusa tentou, sem êxito, ouvir sobre esta matéria as duas associações.

“Se eles não quisessem, a CML continuava a fazer tudo”, disse o vereador, sublinhando que a autarquia vai passar a dar um apoio financeiro directo de cem mil euros a cada uma das associações, mantendo também o apoio logístico e a segurança ao evento.

Lisboa Cidade dos Livros marcada para Abril e Maio

Por considerar que a Feira do Livro de Lisboa não estava a alcançar os resultados pretendidos e que “todos reconheceram” que era preciso mudar, Amaral Lopes disse que a Câmara entregou ao escritor Francisco José Viegas, presidente da Casa Fernando Pessoa, a preparação de um outro evento para promover a leitura, que decorrerá de 23 de Abril a 31 de Maio.

Lisboa Cidade dos Livros antecede a Feira do Livro e abrange espaços como teatros (São Luiz e Maria Matos), jardins da cidade e livrarias, com uma programação variada que inclui, por exemplo, um ciclo de cinema relacionado com literatura, leitura de poesia por figuras políticas e divulgação de livros na penitenciária de Lisboa.

Francisco José Viegas explicou que a Lisboa Cidade dos Livros pretende encaminhar os lisboetas para a Feira do Livro.

Advertisements

%d bloggers like this: